Arquivo da categoria: ONU

O Mundo diz NÃO ao Bloqueio e às emendas de Trump

Com uma vitória retumbante, a maioria da comunidade internacional rejeitou as 8 emendas que o governo norte-americano tentou introduzir

«O governo dos EUA não tem autoridade menor moral para criticar Cuba ou qualquer um em direitos humanos. Rejeitamos a manipulação repetida destes fins políticos e padrões duplos que o caracterizam».

 

O programa anticubano não conseguiu justificar o bloqueio

Resultado de imagen para bloqueo cuba genocidio

Esse tipo de ação busca, como objetivo, a fabricação de pretextos para manter e intensificar o bloqueio, o que constitui uma violação em massa, flagrante e sistemática dos direitos humanos das mulheres e dos homens cubanos

O Ministério das Relações Exteriores da República de Cuba rejeita de maneira mais veemente a campanha difamatória contra Cuba sobre direitos humanos, lançada, em 16 de outubro, pelo governo dos Estados Unidos, na sede das Nações Unidas.

Leia o resto deste post

Cuba, entre os países mais comprometidos com os direitos humanos

Nossa nação teve o maior número de votos em sua eleição, pela quarta vez, como membro do Conselho dos Direitos Humanos da ONU.

Cuba aboga por reformas en Consejo de Seguridad de la ONU

«Cuba está entre os 50 países que mais ratificaram instrumentos jurídicos internacionais na área dos direitos humanos», disse a advogada Desiree Llaguno à Prensa Latina.

Ela explicou que a Ilha já assinou 44 dos 61 acordos do Conselho dos Direitos Humanos, de modo que se destaca entre os países que têm mais obrigações nesta questão em relação à comunidade internacional.

«Se valorizamos isso, do ponto de vista dos países em desenvolvimento, poderíamos dizer que Cuba está na lista dos primeiros Estados com mais obrigações no item dos direitos humanos», disse a especialista.

Leia o resto deste post

Díaz-Canel recebeu o secretário-geral da ONU

Durante o cordial encontro, abordaram questões relacionadas à paz e à segurança internacional, a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e as mudanças climáticas, em um cenário mundial convulso e perigoso.

Recibió Díaz-Canel al Secretario General de la ONU

O presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros, Miguel Diaz-Canel Bermúdez, recebeu na tarde da segunda-feira, 7 de maio, o senhor António Guterres, secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), que fez uma visita oficial ao nosso país para participar do 38º período de sessões da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) realizado em Havana.

Leia o resto deste post

Mulheres cubanas com maior acesso à terra, destacam na ONU

Imagen relacionada
Nações Unidas, As mulheres rurais cubanas gozam hoje de maiores oportunidades de acesso à terra e capacitação, e periodicamente implementam-se políticas nacionais que evitam a discriminação pelo conceito de gênero.
Assim explicou a representante permanente de Cuba nas Nações Unidas, Anayansi Rodríguez, que junto a uma delegação feminina desse país participa na Comissão da Condição Jurídica e Social da Mulher.

Em Cuba, a atenção às zonas rurais constitui uma prioridade e as mulheres que vivem ali mostram avanços inquestionáveis em setores como a educação e a saúde, apontou.
Leia o resto deste post

Cuba exige na ONU-Genebra o fim do bloqueio dos EUA

Imagen relacionada
Genebra, 15 mar, O embaixador de Cuba na ONU em Genebra, Pedro Luis Pedroso, reivindicou nesta cidade suíça o fim do bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos, informaram hoje fontes diplomáticas.
Durante o 37′ período ordinário de sessões do Conselho de Direitos Humanos, o representante diplomático exigiu também a devolução do território que usurpa a Base Naval de Guantánamo, de acordo com um comunicado.
Leia o resto deste post

A guerra é um denominador comum

Imagen relacionadaO ambiente geográfico conhecido como Oriente Médio, onde 60% das reservas mundiais de petróleo estão concentradas, vem mudando no ponto de vista da mídia, a partir do domínio geopolítico dos Estados Unidos na área.

Agora, não é incomum saber sobre o conflito no Oriente Médio quando se trata da guerra na Síria ou no Iraque, ou quando inclui nações do norte africano ou da Ásia.

A explicação — na minha opinião — deve ser buscada no denominador comum dessa geopolítica: o papel dos Estados Unidos.

Leia o resto deste post

Manipulação dos direitos humanos no discurso político estadunidense

Imagen relacionadaEM 10 de dezembro de 1948, a ONU proclamou a Declaração Universal dos Direitos Humanos, mas, como bem apontou Fernando Martínez Heredia, desde seu próprio título esta foi «enganosa e pretensiosa», pois «como tencionava ser “universal” se negou a reconhecer a igualdade entre as nações, para não condenar a imensa ferida mundial que era o colonialismo, essa tamanha culpa da modernidade capitalista que, para desenvolver seu sistema e multiplicar seus avanços saqueou a fundo, esmagou culturas, escravizou milhões de pessoas, destroçou formas de vida e de produção, explodiu sem taxa o trabalho, prostituiu organizações sociais e erodiu o meio ambiente em escala universal… Ao negar-se a denunciar o colonialismo e o neocolonialismo, aquela mesquinha Declaração não levou em conta a maioria do mundo e também não os artigos 1º e 55º da própria Carta das Nações Unidas». 1

Em 1966, a ONU aprovou o Pacto Internacional sobre Direitos Econômicos, Sociais, Culturais, que proclamou em seu artigo 1º o direito de todos os povos à sua livre determinação, sua livre condição política e seu desenvolvimento econômico, social e cultural. «Em nenhum caso – dizia o artigo 2º – povo algum poderia ser privado de seus próprios meios de subsistência».

Leia o resto deste post

Organizações da ONU percorrem províncias cubanas afetadas pelo furacão

Havana, 12 nov (Prensa Latina) Especialistas das organizações Mundial e Panamericana da Saúde, da Cruz Vermelha Cubana e o Programa de Nações Unidas para o Desenvolvimento percorreram províncias afetadas pelo furacão Irma, informaram hoje meios locais.
Imagen relacionada

Leia o resto deste post

A comunidade internacional se pronuncia pelo fim do bloqueio contra Cuba

Já é tempo suficiente para que os Estados Unidos cumprissem as 26 resoluções adotadas pela comunidade internacional na Assembleia Geral das Nações Unidas, cujos Estados membros pedem o fim dessa absurda política e o levantamento unilateral e incondicional do bloqueio.

%d blogueiros gostam disto: