Arquivo da categoria: OEA

Declaração do Ministério das Relações Exteriores do Cuba sobre a Venezuela

Imagen relacionadaNO domingo 30 de julho de 2017, durante as eleições para a Assembleia Nacional Constituinte na República Bolivariana da Venezuela, o povo venezuelano demonstrou ao mundo que é dono pleno dos seus direitos soberanos e que milita decisivamente do lado da paz, em defesa da segurança cidadã, da independência e a livre determinação de sua Pátria, como fez ao longo de toda a história da América Latina e o Caribe, desde Bolívar.

Venezuela foi às urnas como nunca antes havia ocorrido em um processo constituinte. Esse povo, que desafiou os bloqueios, os protestos de rua, as sabotagens econômicas e as ameaças internacionais, derrotou com seus votos a estratégia do imperialismo e as oligarquias e de uma oposição que não vacilou na hora de desatar as expressões mais brutais de crueldade. Ofende o cinismo de todos os que pretendem culpar o governo e os defensores do povo dos crimes cometidos.

Leia o resto deste post

Anúncios

Declaração de apoio ao povo e ao Governo da República Bolivariana da Venezuela

Resultado de imagen para cuba y venezuelaAS deputadas e deputados da Assembleia Nacional do Poder da República de Cuba reafirmamos nosso firme e decidido apoio à irmã República Bolivariana da Venezuela, ao seu governo legítimo e à união cívico-militar que lidera o presidente constitucional Nicolás Maduro Moros, que enfrentam uma grave escalada de violência interna e intervenção internacional.

Setores oligárquicos, em conluio com interesses estrangeiros, tentaram espalhar o caos pelo país todo, com métodos terroristas. Em nome de falsos valores da democracia e dos direitos humanos têm desestabilizado o país e levado o luto a dezenas de famílias venezuelanas.

Leia o resto deste post

Apoiam devolução a Cuba do território ocupado pela base de Guantánamo

O apoio ao povo cubano em seu reclamo ao governo dos Estados Unidos de que seja devolvido o território ocupado ilegalmente pela base naval de Guantánamo, foi reafirmado nesta província pela presidenta do Conselho Mundial pela Paz, Maria do Socorro Gomes.

Em suas palavras durante o 5º Seminário Internacional pela Paz e contra as Bases Militares Estrangeiras, do Socorro Gomes também fez um apelo a respaldar a nação caribenha em sua luta pela eliminação do bloqueio econômico, comercial e financeiro, imposto há mais de 50 anos pelos Estados Unidos a Cuba.

Leia o resto deste post

Venezuela anuncia saída da OEA; “passo gigante”, diz Maduro

“Dia 26 de abril de 2017, dia da Dignidade da Independência, dei um passo Gigante para romper com o intervencionismo Imperial #PorDignidadNosVamosDeOEA”, escreveu em sua conta no Twitter.

Em outra mensagem, Maduro pediu a “compreensão” e “solidariedade” dos povos da América Latina e do mundo “para derrotar o plano intervencionista contra Venezuela”, e solicitou ao povo de seu país que mantenha a “união cívica militar”.
Leia o resto deste post

Almagro e a OEA cheiram a enxofre

COMO é possível afirmar que um Estado tem uma situação de alteração da ordem democrática, violando a estrutura institucional da própria organização que declara essa condição? Assim fez a OEA, em 3 de abril passado, em relação com a República Bolivariana da Venezuela. Houve uma mostra de alienação, obsessão, aberração ou loucura? Nada disso.

Foi com plena consciência. Como nós sabemos, a Organização dos Estados Americanos através de uma reunião do seu Conselho Permanente, determinou esse cenário, o mesmo que tentou recriar em maio 2016 e mais tarde no mesmo ano. No primeiro projeto, apenas o Paraguai se identificou com essa posição e no segundo o Vaticano recomendou continuar com a mesa de diálogo entre o governo e a oposição.

Leia o resto deste post

Pronunciamento da FEU de Cuba em solidariedade com a irmã República Bolivariana da Venezuela

República Bolivariana não está sozinha, nunca estará sozinha. Com o resguardo de Bolívar, Martí, Chávez e Fidel; com o apoio dos povos americanos continuaremos fazendo revolução, continuaremos lutando por nossos sonhos.

NÃO poderíamos dizer que é recente a agressão da mal chamada Organização dos Estados Americanos (OEA) ao povo de Bolívar, de Chávez e de Maduro. A OEA sempre esteve ao serviço dos Estados Unidos da América do Norte, cumprindo sua missão como ministério de colônias, atacando a partir da política e dos meios de difusão os governos progressistas da região, com o fim de provocar o isolamento dos mesmos e sua satanização frente à comunidade internacional. Nós os cubanos conhecemos muito bem sua estratégia, um dia fomos expulsos e nunca mais regressaremos.

Leia o resto deste post

Venezuela repudia declaração ingerencista da OEA

Resultado de imagen para venezuelaCaracas, A chancelaria venezuelana rechaçou uma declaração da Organização de Estados Americanos (OEA) que impõe condições ao diálogo político entre o governo e a oposição do país, e que foi preparado pelas costas dos diplomatas bolivarianos.
Em um comunicado oficial, publicado nas redes sociais pela ministra de Relações Exteriores, Delcy Rodríguez, a nação sul-americana denunciou a perseguição pela organização e seu secretário geral Luis Almagro.
Leia o resto deste post

Evo Morales acusa Almagro de conspirar contra governos democráticos

La Paz, O presidente da Bolívia, Evo Morales, acusou o secretário geral da Organização de Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, de conspirar contra os governos progressistas da região e respaldar ações desestabilizadoras contra a Venezuela.

Em sua condição de agente infiltrado do império, (Almagro) conspira contra os governos democráticos, afirmou o chefe de Estado em sua conta na rede social Twitter.

Ao convocar unilateralmente o Conselho Permanente da OEA, promove a intervenção planejada dos Estados Unidos na Venezuela, assinalou.
Leia o resto deste post

A 46a Assembleia da OEA, e a derrota de Almagro e EUA

A OEA, seu secretário geral Luis Almagro e seus patrões no Departamento de Estado em Washington sofreram uma importante derrota em suas pretensões de aplicar a ingerencista Carta Democrática contra a Venezuela durante a 46a Assembleia Geral, na República Dominicana.

Certamente os planos dos Estados Unidos contra a Venezuela encontraram uma sólida unidade dos países da ALBA e Petrocaribe, Almagro ficou absolutamente deslocado.

Leia o resto deste post

Venezuela rechaça manobras na OEA

A chanceler Delcy Rodríguez afirmou que os assuntos internos da Venezuela resolvem seus cidadãos, ao responder ao secretário norte-americano de Estado, John Kerry, na assembleia geral da OEA.

Rodríguez acrescentou que “Venezuela espera as desculpas dos Estados Unidos e da OEA (Organização de Estados Americanos) sobre a violação da soberania, do território e da liberdade”.

Em sua intervenção, a Ministra acusou também o secretário geral da OEA, Luis Almagro, de ser agente de Washington e de promover a intervenção contra a Venezuela.

Leia o resto deste post

%d blogueiros gostam disto: