Arquivo da categoria: Evo Morales

Fidel, Chávez y el Che presentes en el Foro de Sao Paulo

Fidel Castro, Che Guevara, Hugo Chavez - FotologMANAGUA, Nicaragua.–Los asistentes al XXIII Encuentro del Foro de Sao Paulo, que reúne en Managua a los partidos de izquierda y progresistas de la región, rindieron homenaje este lunes al líder histórico de la Revolución Cubana, Fidel Castro, al Guerrillero Heroico, Ernesto Che Guevara, y al comandante venezolano Hugo Chávez.

Ante los más de 300 delegados de 33 países del orbe, se proyectó un material audiovisual con fragmentos de los discursos más conocidos de Fidel e imágenes de su relación con otros líderes de la región como Chávez, Daniel Ortega, Evo Morales y Luiz Inácio Lula da Silva.

Leia o resto deste post

Margaritenhos recordam Fidel Castro em cimeiras anteriores

Resultado de imagen para fidel castroIlha Margarita, Venezuela, 15 set (Prensa Latina) Moradores deste território insular da Venezuela recordam hoje a presença aqui, em diferentes momentos, do líder histórico da Revolução cubana Fidel Castro.
A propósito da realização, a partir desta quinta-feira até domingo, da XVII Cimeira de Países Não Alinhados, Adolfo Figueroa, coordenador dos grupos solidários a Cuba, recorda ambos cenários: o primeiro, em novembro de 1997; e sobretudo, o segundo, em julho de 2001.

As ideias expressadas por Fidel em sua breve mas contundente intervenção na VII Cimeira Ibero-Americana, há 19 anos, considera, adquirem particular vigência.
Leia o resto deste post

Presidente boliviano reúne-se com Fidel Castro

O presidente da Bolívia, Evo Morales, reuniu-se, nesta capital, com o líder histórico da Revolução cubana, Fidel Castro.
A entidade respondeu duas mensagens do presidente sul-americano feitos a partir do seu site na citada rede social e acompanhou-os com fotos do encontro, realizado como parte dos festejos pelos 90 anos do revolucionário cubano.

‘Aos 90 anos e dois dias, Fidel lúcido como sempre. Sua preocupação e reflexão: alimentos para a vida no planeta’, detalha o primeiro dos tweets de Morales.
Leia o resto deste post

Evo Morales, o presidente mais notável na história de Bolívia

O presidente de Bolívia, Evo Morais, é conceituado hoje o Chefe de Estado mais notável da história deste país andino-amazônico, revela uma pesquisa.

Segundo a pesquisa de Equipes Mori, essa foi a opinião do 78 por cento dos entrevistados, para um 53 por cento, nesse apartado.

Morales de 56 anos, que governa ininterruptamente desde 2006, é o melhor presidente de Bolívia segundo 78 em cada 100 bolivianos, precisou a pesquisadora que realizou um estudo de opinião entre o 29 de julho ao 4 de agosto.
Leia o resto deste post

Cuba é exemplo para a América Latina, afirmam na Bolívia

Cuba é hoje o exemplo a seguir por todos os processos de mudança na América Latina e nos recorda que está disposta a lutar pelos oprimidos em qualquer parte do mundo, assegurou a senadora boliviana Adriana Salvatierra.

Em declarações à Prensa Latina, assinalou que o anti-imperialismo e o internacionalismo são o centro da Revolução cubana e do pensamento de seu líder histórico, Fidel Castro, de quem destacou seu altruísmo, dignidade, honra e moral.
Leia o resto deste post

Evo Morales recuperou dignidade boliviana, assegura presidente de YPF

O presidente executivo da estatal Yacimientos Petrolíferos Promotores Bolivianos (YPFB), Guillermo Achá, assegurou que hoje o país vê revalorizada sua dignidade graças ao gerenciamento do presidente Evo Morais e o respaldo dos movimentos sociais.

Desde 2006, o presidente Evo recuperou nossos recursos naturais, e no caso do gás transformou-o em um serviço básico, com o qual lhe devolveu a dignidade ao povo boliviano.

Dantes de sua chegada ao Executivo, somente os estrangeiros governavam a Bolívia. Passava o mesmo no tema dos hidrocarbonetos. Toda nossa produção de gás e petróleo a levavam fora as empresas transnacionais, argumentou Achá.
Leia o resto deste post

Evo: não terá paz mundial enquanto os recursos estiverem privatizados

La Paz, O presidente da Bolívia, Evo Morales, advertiu sobre a necessidade dos Estados de recuperar os serviços básicos e recursos naturais para garantir a paz e a justiça social.

“Não haverá paz no mundo, muito menos com justiça social, enquanto os serviços básicos e os recursos naturais estiverem privatizados”, publicou Evo em sua conta no Twitter.

O mandatário chegou ao poder em 2006 e uma das primeiras decisões de seu Governo foi nacionalizar os hidrocarbonetos e recuperar as empresas estratégicas. Graças a essas medidas a renda petroleira em 2014 foi de 5.500 bilhões em só um ano, frente a 4.500 bilhões em 20 anos de governos neoliberais.
Leia o resto deste post

CNN conspira contra governos anti-imperialistas, denúncia Evo Morales

La Paz, O presidente da Bolívia, Evo Morales, denunciou hoje em conferência de imprensa que a rede estadunidense CNN conspira contra seu Governo e contra países anti-imperialistas e progressistas.

Em fevereiro passado, às vésperas de um referendo sobre reforma constitucional, o jornalista e agente norte-americano, Carlos Valverde, acusou o mandatário de tráfico de influências em prol de um antigo relacionamento seu, Gabriela Sapata, e disse que ambos tinham um menino.
Leia o resto deste post

Evo Morales acusa Almagro de conspirar contra governos democráticos

La Paz, O presidente da Bolívia, Evo Morales, acusou o secretário geral da Organização de Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, de conspirar contra os governos progressistas da região e respaldar ações desestabilizadoras contra a Venezuela.

Em sua condição de agente infiltrado do império, (Almagro) conspira contra os governos democráticos, afirmou o chefe de Estado em sua conta na rede social Twitter.

Ao convocar unilateralmente o Conselho Permanente da OEA, promove a intervenção planejada dos Estados Unidos na Venezuela, assinalou.
Leia o resto deste post

Evo pede a Almagro não ser um instrumento contra a Venezuela

Evo pede a Almagro não ser um instrumento contra a VenezuelaLa Paz, 1 jun (Prensa Latina) O presidente da Bolívia, Evo Morales, pediu hoje ao secretário geral da Organização de Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, que não seja instrumento de intervencionismo contra o povo revolucionário da Venezuela.

Em sua conta no Twitter:@evoespueblo, Morales expressou que antes foi o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e agora é Luis Almagro os que agridem a Venezuela.

Irmão Almagro não seja instrumento de intervencionismo contra o povo revolucionário da Venezuela, sentenciou Morales em sua mensagem.
Leia o resto deste post

%d blogueiros gostam disto: