Arquivo da categoria: Cuba

O rosto mais nobre de um país

HÁ muito de Cuba em cada um dos candidatos indicados no domingo; porém há muito, muitíssimo mais, naquilo que todos juntos simbolizam. Cuba tem, é claro, um pouco de suas individualidades, mas também tem, sobretudo, aquilo que a transcende, e que vai conformando, talvez, o rosto mais nobre de um país. E esse rosto, que não é de mulher, tampouco de homem, se bem são mulheres e homens os que o compõem, é, simplesmente, o rosto do povo.

Leia o resto deste post

Anúncios

Cuba galardoada como país mais seguro na Feira de Turismo espanhola

Cuba recebeu na quarta-feira, 17 de janeiro, o prêmio Excelência como país mais seguro para o turismo, durante a 38ª Feira Internacional do ramo – Fitur 2018 – que tem lugar até 21 de janeiro na capital espanhola.

Resultado de imagen para turismo en cuba

Leia o resto deste post

Cuba trabalha para ter uma política de migração adaptada ao seu tempo

Imagen relacionada

Apesar da hostilidade da nova administração dos Estados Unidos e da implementação de medidas que impedem o fluxo de pessoas entre os dois países, Cuba continua com a atualização e implementação de sua política de migração para adaptá-la aos tempos atuais e garantir que ocorra de forma legal, ordenada e segura.

No domingo 14 de janeiro, completaram-se os primeiros cinco anos da entrada em vigor de mudanças importantes neste campo: um grupo de decisões estabelecido em 14 de janeiro de 2013 para facilitar viagens de e para a Ilha dos cubanos e fortalecer a relação da Ilha maior das Antilhas com a sua emigração, sempre sob o princípio de que essas medidas são tomadas por decisão soberana do Estado e não respondem a pressões ou imposições de ninguém.

Leia o resto deste post

Presente da ciência e do pensamento

Talvez alguém tenha pensado que era um projeto utópico e irrealizável para se fundar na estrutura de um país subdesenvolvido e marcado pelos cercos dos poderosos do mundo, uma nação orgulhosa de sua capital científica e técnica. Mas Fidel, o vidente do futuro nobre e preciso, não estava errado. Cuba poderia ser a terra das mulheres e dos homens da ciência e do pensamento. É assim que a Ilha se levantou e navega: semeando curas para as dores do mundo e conhecimentos para os enigmas de hoje

Leia o resto deste post

No ombro da Ilha de Cuba

A história vibra quando é evocada aquela caravana que fundou novas luzes, não prometeu prebendas mas sim dignidade e preferiu antes que anunciar vitórias de ilusão definitivas, confessar que daí em diante tudo seria mais difícil, mas valeria a pena, porque seria belo

Leia o resto deste post

Cuba registra a menor taxa de mortalidade infantil da sua história

Melhoram os indicadores de saúde e cresce a expectativa de vida

Imagen relacionada

«ATRÁS de cada número, estatística, do que se trata é de vidas salvadas, de qualidade de vida, de felicidade e de satisfação de nosso povo, e do compromisso de quanto mais podemos fazer cada dia».

«Bastam alguns exemplos para saber o que isso significa. Até à data Cuba registra a taxa de mortalidade infantil mais baixa de sua história. Com 4,1 em cada 1.000 nascidos vivos – o qual representa 35 falecidos menos, menores de um ano, com respeito ao mesmo período de 2016 – este indicador se prevê possa, inclusive, fechar abaixo desse número, graças aos esforços do sistema de saúde pública, e o compromisso e desvelo dos trabalhadores do setor».

Leia o resto deste post

Manipulação dos direitos humanos no discurso político estadunidense

Imagen relacionadaEM 10 de dezembro de 1948, a ONU proclamou a Declaração Universal dos Direitos Humanos, mas, como bem apontou Fernando Martínez Heredia, desde seu próprio título esta foi «enganosa e pretensiosa», pois «como tencionava ser “universal” se negou a reconhecer a igualdade entre as nações, para não condenar a imensa ferida mundial que era o colonialismo, essa tamanha culpa da modernidade capitalista que, para desenvolver seu sistema e multiplicar seus avanços saqueou a fundo, esmagou culturas, escravizou milhões de pessoas, destroçou formas de vida e de produção, explodiu sem taxa o trabalho, prostituiu organizações sociais e erodiu o meio ambiente em escala universal… Ao negar-se a denunciar o colonialismo e o neocolonialismo, aquela mesquinha Declaração não levou em conta a maioria do mundo e também não os artigos 1º e 55º da própria Carta das Nações Unidas». 1

Em 1966, a ONU aprovou o Pacto Internacional sobre Direitos Econômicos, Sociais, Culturais, que proclamou em seu artigo 1º o direito de todos os povos à sua livre determinação, sua livre condição política e seu desenvolvimento econômico, social e cultural. «Em nenhum caso – dizia o artigo 2º – povo algum poderia ser privado de seus próprios meios de subsistência».

Leia o resto deste post

Aqui estamos e estaremos, livres, soberanos e independentes.

Expressou o general-de-exército Raúl Castro Ruz no encerramento do 10º Período Ordinário de Sessões da 8ª Legislatura da Assembleia Nacional do Poder Popular

 

…Não foi Cuba que estabeleceu novas proibições aos muito já limitados laços econômicos, comerciais e financeiros entre os dois países, nem quem restringiu novamente o direito dos cidadãos dos EUA de visitar nosso país e os cubanos os Estados Unidos, nem foi a que prejudicou a operação das embaixadas, com consequências negativas para as relações migratórias, as trocas e as viagens entre os dois países. A Revolução Cubana resistiu a ofensiva de 11 administrações dos EUA de diferentes tendências políticas e aqui estamos e estaremos, livres, soberanos e independentes…

Leia o resto deste post

A saúde que deveria ser para todos

A vida de uma criança, de um homem ou de uma mulher foi sempre o primeiro para o governo socialista cubano, que estendeu esse humanismo além de suas fronteiras, e defendeu em diferentes recantos do mundo esse sagrado direito de existir

Imagen relacionada

Não são mil, nem sequer um milhão. Metade dos seres humanos que habita o planeta não tem acesso a serviços sanitários básicos, enquanto outros tantos passam a fazer parte das fileiras da pobreza quando têm que pagar por este tipo de atenção.

Leia o resto deste post

Defender a Pátria americana

Hoje, começa o 16º Conselho Político da ALBA-TCP. Também abrirá a sessão da Comissão Intergovernamental entre Cuba e a Venezuela

A integração latino-americana e caribenha é hoje mais necessária do que nunca, uma ideia que fará parte das diretrizes do 16º Conselho Político da ALBA-TCP, que começará hoje, 14 de dezembro em Havana.

Leia o resto deste post

%d blogueiros gostam disto: