Arquivo da categoria: América Latina

Nós não vamos desistir em nosso esforço para construir o socialismo

Réplica do ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez Parrilla, a Mike Pence, vice-presidente dos Estados Unidos, na 8ª Cúpula das Américas, em Lima, Peru, em 14 de abril de 2018.

O senhor vice-presidente dos Estados Unidos da América parece mal informado, ignora a realidade, esconde a verdade.

Quero perguntar diretamente ao senhor Pence se a Doutrina Monroe orienta seu governo ou não em sua política em relação à América Latina.

Quero responder com palavras de Simón Bolívar: «Os Estados Unidos parecem destinados pela Providência a assolar a América Latina com misérias, em nome da liberdade».

Leia o resto deste post

Anúncios

Latino-americanos exigem liberdade de Lula ante embaixada do Brasil no Peru

Lima, Ativistas sociais e intelectuais de diversos países latino-americanos exigiram a liberdade do ex-presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva, em uma vigília realizada em frente a embaixada do Brasil no Peru.
Os manifestantes, participantes na Cimeira dos Povos, paralela à Cimeira das Américas, chegaram à missão diplomática depois de uma longa plenária da reunião social, que se desenvolve na sede da Federação de Trabalhadores da Construção do Peru.

Os povos assistem a seu encontro em Lima

Imagen relacionada

LIMA. — Com ampla participação de jovens, sindicalistas, indígenas, grupos sociais e partidos políticos progressistas da América Latina e o Caribe, começou na terça-feira, 10 de abril, a Cúpula Alternativa dos Povos, em Lima, Peru.

O Auditório da Derrama Magisterial, da capital peruana, acolheu a inauguração oficial do evento, que terá lugar até o próximo 14 de abril, com uma ampla agenda de workshops e palestras acerca das principais problemáticas da região.

Leia o resto deste post

América Latina e Caribe por unidade e solidariedade no Mnoal

A representação da América Latina e do Caribe fez hoje aqui um chamado à cooperação, à unidade e à solidariedade no seio do Movimento de Países Não Alinhados (Mnoal).
Resultado de imagen para Mnoal 2018 logo
Ao intervir em nome dessa região na XVIII Conferência ministerial desse grupo, o vice-chanceler cubano Abelardo Moreno afirmou que pilares essenciais dessas ações para garantir a paz e a segurança internacional são a confiança entre as nações e o respeito à soberania e independência.

Também reafirmou a importância de que nas ações do Movimento predominem a integridade territorial e o não uso nem ameaça do uso da força.
Leia o resto deste post

Pode triunfar a Doutrina Monroe no século 21?

A Doutrina Monroe, sintetizada na frase «América para os americanos», foi elaborada pelo secretário do Estado na época, John Quincy Adams e atribuída ao presidente James Monroe, no ano de 1823 • Estabelecia que qualquer intervenção dos europeus na América seria vista como um ato de agressão que precisaria da intervenção dos Estados Unidos

PODEM os Estados Unidos atingir seus objetivos atuais de domínio sobre a América Latina e o Caribe com uma doutrina de princípios do século 19?

Ainda que muitos de nós gostaríamos de responder essa pergunta com um «não» rotundo e assegurar que nossa região está blindada contra as pretensões do presidente James Monroe, em 1823 e sua «América para os americanos» – que deve ser lido como «América para os estadunidenses» –, seria um erro menosprezar os riscos latentes.

Leia o resto deste post

O tempo da «América Latina e Caribe primeiro»

No momento em que os Estados Unidos estão revivendo a Doutrina Monroe, os povos de Nossa América deveriam, tal como os libertadores fizeram, há 200 anos, estar prontos para lutar pela segunda independência.

A política dos «Estados Unidos primeiro», que defende a atual administração republicana, constitui uma declaração de princípios.

Se Washington fantasiava, até recentemente, com um mundo à sua própria imagem, onde o progresso se espalharia igualmente entre nações que não viriam a contestar sua hegemonia, agora reconhece que no topo há apenas espaço para um país: o da bandeira das barras e as estrelas E quem tentar mudar isso, deve enfrentar «fogo e fúria».

Leia o resto deste post

Convocam em Cuba à unidade mundial a favor da paz

Havana, 15 mar (Prensa Latina) Organizações cubanas convocaram hoje as pessoas defensoras da paz no planeta a se unirem nas redes sociais pelo desarmamento global e pelo fim das guerras.

O Movimento Cubano pela Paz e o Instituto Cubano de Amizade com os Povos (ICAP) realizaram a convocação a partir do conceito de que a paz é um direito humano.
Leia o resto deste post

A saúde que deveria ser para todos

A vida de uma criança, de um homem ou de uma mulher foi sempre o primeiro para o governo socialista cubano, que estendeu esse humanismo além de suas fronteiras, e defendeu em diferentes recantos do mundo esse sagrado direito de existir

Imagen relacionada

Não são mil, nem sequer um milhão. Metade dos seres humanos que habita o planeta não tem acesso a serviços sanitários básicos, enquanto outros tantos passam a fazer parte das fileiras da pobreza quando têm que pagar por este tipo de atenção.

Leia o resto deste post

Defender a Pátria americana

Hoje, começa o 16º Conselho Político da ALBA-TCP. Também abrirá a sessão da Comissão Intergovernamental entre Cuba e a Venezuela

A integração latino-americana e caribenha é hoje mais necessária do que nunca, uma ideia que fará parte das diretrizes do 16º Conselho Político da ALBA-TCP, que começará hoje, 14 de dezembro em Havana.

Leia o resto deste post

Dois grandes fatos sobre Fidel Castro que você precisa levar em conta

Morre o homem, a lenda ganha as alturas: Fidel Castro desaparece como viveu, despertando paixões, polêmicas e loas. Hoje, dia do anúncio da sua morte, o mais frequente nos meios da esquerda brasileira são os elogios ao mito, à lenda, ao revolucionário que, no dizer de F. Morais, “chacoalhou o mundo” a partir de uma pequena ilha no Caribe.

Na outra ala do espectro, de Bolsonaro a D. Trump, a avaliação é diferente: o “ditador brutal” já vai tarde. O que não se vê, em absoluto, é indiferença. Não é possível ser indiferente com Fidel Castro, com as conquistas da revolução cubana.
De tudo que possa ser dito sobre Fidel e a revolução cubana, ao menos alguns elementos serão destaque nesta nota. Vejamos.

1- Fidel Castro foi um ícone, uma lenda e um mito para a esquerda latino-americana. E um marco indelével, uma janela de esperança social na sofrida história dos povos da América Latina.

Leia o resto deste post

%d blogueiros gostam disto: