Arquivo do autor:Por ti América

Cuba rejeita fortemente ameaça de ativação do Título III da Lei Helms Burton

Imagen relacionadaEM 16 de Janeiro de 2019, o Departamento de Estado dos Estados Unidos anunciou a decisão de suspender apenas por 45 dias a aplicação do Título III da Lei Helms-Burton «para efetuar uma revisão completa… à luz dos interesses nacionais dos EUA e os esforços para acelerar uma transição para a democracia em Cuba, e incluir elementos tais como a opressão brutal do regime contra os direitos humanos e as liberdades fundamentais e seu apoio indesculpável aos regimes cada vez mais autoritários e corruptos na Venezuela e Nicarágua».

O governo do presidente Donald Trump ameaça dar um novo passo que viria a fortalecer, perigosamente, o bloqueio contra Cuba, seria uma violação flagrante do direito internacional e atacaria diretamente a soberania e os interesses de países terceiros.

Leia o resto deste post

Pelo décimo primeiro ano consecutivo, Cuba mantém sua taxa de mortalidade infantil abaixo de cinco por mil nascidos vivos

O país atingiu, no final de 2018, pelo segundo ano consecutivo, e com quatro mortes a menos que no ano anterior, a menor taxa de mortalidade infantil de sua história, com 4,0 por mil nascidos vivos.

Imagen relacionada

A notícia é esperada todo mês de janeiro há já algumas décadas. E, no começo do ano, estamos novamente diante de números cuja primeira e necessária leitura é a certeza de que milhares de mulheres completaram com sucesso sua gravidez, milhares de bebês estão crescendo e milhares de famílias cubanas estão desfrutando de um filho ou filha desejado.

Se dissermos que, pelo décimo primeiro ano consecutivo, Cuba mantém sua taxa de mortalidade infantil abaixo de cinco por mil nascidos vivos, é motivo suficiente para nos regozijarmos.

Leia o resto deste post

«Vocês são um símbolo do país que os formou»

Resultado de imagen para miguel diaz canel medicos cubanos

O presidente dos Conselhos de Estado e Ministros, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, ao se dirigir a uma representação dos médicos que retornaram a Cuba, disse: «O retorno à Pátria não é o fim, é um começo. Vocês chegam em um momento importante para Cuba, quando estamos prestes a aprovar a nova Constituição, que será submetida a um referendo em 24 de fevereiro».

Uma frase de Fidel presidiu, na quinta-feira, 20 de dezembro, o ato central pela terminação da participação da Brigada Médica Cubana no programa Mais Médicos para o Brasil: «Ninguém pode sabotar a cooperação de Cuba com outros países do Terceiro Mundo». Fatos e não palavras. Ação rápida e não esperar pelas calendas gregas quando há seres humanos de países pobres que estão morrendo todos os dias, a todas as horas».

Leia o resto deste post

Havana, capital da unidade, integração e paz

A Cúpula da Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América (ALBA-TCP) será realizada hoje na capital cubana

Resultado de imagen para alba habana 2018

HOJE, sexta-feira, 14 de dezembro, Havana será a capital da integração, a unidade e a capacidade de trabalhar em conjunto, quando representantes de alto nível dos dez países da Aliança Bolivariana para os Povos de Nossa América – Tratado de Comércio dos Povos se reúnam em sua Cúpula, no Palácio das Convenções.

Leia o resto deste post

Cuba: a obsessão dos EUA

Cuba é, por muitos anos, um tema recorrente na agenda de qualquer um que tenha passado pelo mais alto cargo político nos Estados Unidos, as palavras são repetidas e a retórica é sempre a mesma, e se em um determinado momento se registrou uma melhoria nas relações bilaterais, o governo Donald Trump jogou (quase) tudo por terra.

Leia o resto deste post

Nós aprendemos que você é eterno

Mais de 350.000 moradores de Santiago renderam homenagem ao Comandante, no segundo aniversário de sua entrada na imortalidade

Imagen relacionada

Santiago de Cuba.— Como expressão de que a entrega da pequena urna de cedro com a inscrição Fidel, que o general-de-exército Raúl Castro Ruz depositou no coração da rocha-monumento constituiu a entrada do invicto Comandante-em-chefe na eternidade, mais de 350.000 moradores de Santiago vieram dois anos depois para reafirmar sua presença.

Assim, a primeira homenagem foi recebida do povo de Cuba, quando em nome dos agradecidos uma oferenda floral adiantado aos raios do sol, foi depositada diante do monólito pelos membros do Comitê Central do Partido e das principais autoridades políticas e do governo na província, respectivamente, Lázaro Expósito Canto e Beatriz Johnson Urrutia.

Leia o resto deste post

Fidel … e a morte que nunca será

Imagen relacionada

(…) aquele que se colocou como raiz em sua terra, e deu ao seu povo o direito de andar ombro a ombro com os homens, é amado, como uma coisa das entranhas (…) é aberto, de modo que ele entre, em nosso coração…

José Martí

Na mesma universidade onde se tornou revolucionário, Fidel retornou no sábado e lá esteve com os jovens em quem sempre acreditou. Neles, dois anos depois, que de repente serão décadas, séculos…, continua nascendo… multiplicando-se.

Leia o resto deste post

Bolsonaro, Mais Médicos e um déjà vu

O presidente cubano Díaz-Canel relembrou no Twitter os 20 anos da Escola Latino-americana de Medicina elam; uma obra de amor que formou milhares de médicos; entre eles, brasileiros, a quem a Associação Médica os impede de passar no exame de revalidação do título e no acesso aos empregos.

Ano de 2013. No Brasil, a presidenta Dilma Rousseff promoveu programas como o Mais Médicos, que previa a presença de médicos brasileiros e estrangeiros para atuar em áreas pobres e isoladas daquele país, iniciativa que incluiu milhares de profissionais de saúde cubanos. Na Venezuela, o então candidato anti-Chávez, Henrique Capriles, fazia flutuar seu discurso entre as ameaças a Havana, «pois não financiaria um modelo político», nem «doaria petróleo», e a oferta «desinteressada» de nacionalizar os milhares de médicos que estavam em solo bolivariano. Eu os convidaria, declarou Capriles, «para serem cidadãos de um país onde há democracia».

Leia o resto deste post

Nos próximos dias começa o retorno à Pátria dos médicos cubanos no Brasil

O retorno dos profissionais de saúde cubanos que estão no Brasil começará no final desta semana e deverá terminar em meados de dezembro, além de garantir a transferência de todos os seus pertences, informaram nesta capital autoridades dos ministérios da Saúde Pública (Minsap) e dos Transportes (Mitrans).

O doutor Jorge Delgado Bustillo, diretor da Unidade Central de Cooperação Médica (UCCM), disse que, juntamente com um grupo de agências da Administração Central do Estado durante dias está se trabalhando, com vista ao retorno ordeiro e sem contratempos daqueles que honrosamente cumpriram seu dever internacionalista, como parte do Programa Mais Médicos para o Brasil, agora obstruído pelo presidente eleito naquele país.

Leia o resto deste post

Médicos cubanos no Brasil: pôr condições à vida?

Imagen relacionadaMédicos cubanos relatam suas experiências como integrantes do programa Mais Médicos para o Brasil, iniciado em agosto de 2013.

BOTICÁRIO é uma vila perdida na geografia nordestina do Brasil. Está localizada no município de Santo Amaro de Brotas, muito próximo ao litoral do Aracaju, no estado de Sergipe, porém a mais de 1.600 quilômetros da capital, Brasília.

É difícil dizer se o presidente recém-eleito daquele país sul-americano, Jair Bolsonaro, esteve lá, se ele sabe o ponto exato do mapa onde esta cidade está localizada. Mais inédito seria acreditar, talvez, que ele conheça a história de Maria, uma jovem humilde de apenas 29 anos, a quem um médico cubano forneceu alívio.

Leia o resto deste post

%d blogueiros gostam disto: