No ombro da Ilha de Cuba

A história vibra quando é evocada aquela caravana que fundou novas luzes, não prometeu prebendas mas sim dignidade e preferiu antes que anunciar vitórias de ilusão definitivas, confessar que daí em diante tudo seria mais difícil, mas valeria a pena, porque seria belo

Janeiro volta com sua carga de sonhos limpos e como cada vez parece que a tropa de barbudos entra de novo na capital de um país abalado pela esperança.

A história vibra quando é evocada aquela caravana que fundou novas luzes, não prometeu prebendas, mas sim dignidade e preferiu antes que anunciar vitórias de ilusão definitivas, confessar que daí em diante tudo seria mais difícil, mas valeria a pena, porque seria belo.

Cuba encarou o desafio de resguardar o mito, para apagar o opróbrio, a vergonha e nessa paisagem de sonhos infundados bradar: «e então chegou Fidel».

Embora já fosse gigante no sentimento da Ilha, a aurora de um generoso 1959 plantou para sempre na raiz do amor pátrio aquele homem martiano e rebelde, e as pombas em seu ombro falaram do mais profundo da tradição cubana de eleito, de destino e, sobretudo, de futuro.

Contra essa certeza do povo o tempo implacável não pode e ainda menos a irrealidade da morte física. Fidel continua cercado de pombas, advertindo-nos de horizontes iniludíveis e reais, e convidando-nos a acreditar neles, multiplicado nos milhões de rostos de uma nação que não renuncia às singularidades da opção que escolheu e que defende.

Cada nova Caravana, a partir da juventude e a homenagem, se ergue como opção para percorrer a obra construída e pensar em colocar os alicerces daquilo que falta.

Graças à força que oferece um patrimônio de 150 anos de sangue sincero pela independência, e a clareza de um presente desafiante, não há pontos finais, há milhares de caminhos para fazer todas as pequenas revoluções cotidianas que constituem a Revolução.

Granma

Anúncios

Publicado em 09/01/2018, em Cuba, FIDEL. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: