ONU chama para a construção um mundo de paz e amor para as crianças

Resultado de imagen para mundo de paz e amor para as criançasNações Unidas, No Dia Universal da criança, Nações Unidas chama à comunidade internacional a construir um mundo sem guerras, pobreza e desigualdades, no qual todos os pequenos possam aproveitar ao máximo seu potencial.

Desde 1954 celebra-se esta jornada a cada 20 de novembro, dia que em 1959 foi palco da adoção pela Assembleia Geral da ONU da Declaração dos Direitos da Criança, e três décadas depois, do estabelecimento pelo próprio órgão da Convenção sobre os Direitos da Criança.

‘Esta data é mais que um dia de celebração no mundo, se trata de uma oportunidade anual de ratificar nosso compromisso com a proteção dos direitos da cada criança’, afirmou em sua mensagem o diretor executivo do Fundo de Nações Unidas para a Infância (Unicef), Anthony Lake.

De acordo com o servidor público, a humanidade deve admitir a dura verdade de que no planeta se violam a diário os direitos de milhões de menores de idade.

Lake ilustrou a situação atual de muitos pequenos com o que ocorre em Síria, Iêmen e Sudão do Sul, três dos países açoitados por sangrentos conflitos, que não parecem ter fim.

Assim mesmo, condenou a violência, os abusos e a exploração que muitas crianças sofrem em outras partes do planeta, onde também não podem assistir à escola ou são vítimas de ataques por seu gênero, etnia, religião ou deficiência.

‘Como estas crianças podem aprender a respeitar os direitos de outros, se os seus são violados? Como poderão olhar ao mundo e sua responsabilidade ante o mesmo?’, perguntou.

Em sua mensagem, Lake fez questão de que os pequenos de hoje serão os líderes das sociedades do manhã e os motores das economias nacionais. ‘Quando protegemos seus direitos, não só lhes evitamos sofrimentos, sina que estamos garantindo o futuro’, sentenciou.

A propósito do Dia Universal do Menino, mais de 200 escritores dos cinco continentes uniram esforços em uma campanha de Unicef para promover o bem-estar desse setor populacional.

A lista incluiu a novelistas, dramaturgos e poetas, quem enviaram pequenas histórias sobre a convocação de ‘Que quero eu para a cada menino’.

A campanha da agência especializada da ONU teve como objetivo celebrar seus 70 anos de trabalho em prol de os menores de idade, com frequência os mais afetados pelos conflitos, os desastres naturais, as doenças e a pobreza.

Entre os participantes estiveram os escritores Paulo Coelho (Brasil), Chimamanda Adichie (Nigéria), Christina Lamb (Reino Unido) e Nuruddin Farah (Somalia).

Prensa Latina
Anúncios

Publicado em 21/11/2016, em Brasil, Nigéria, ONU, Reino Unido, Somalia, Unicef. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: