Comercializadora de Serviços Médicos Cubanos S.A.

O mexicano Francisco Arquijo Artea veio a Havana para fazer uma cirurgia da vesícula e o estreitamento na cervical. Em sua permanência na clínica internacional Cira García, sua esposa Ramona Lozada Ochoa desejou fazer-se um exame médico. Também, a equatoriana Georgina Tacuri Castillo faz diligências para que seu filho Anthony possa estudar Medicina na Ilha caribenha. Todos contataram a Comercializadora de Serviços Médicos S.S. (CSMC).

“Esta empresa é uma sociedade mercantil, responsável por gerir a contratação e negociação dos serviços de saúde para atender a pacientes, nas clínicas do interior do país ou contratar especialistas e grupos de profissionais que trabalham no exterior”, assegura ao semanário Granma Internacional a doutora Yamila de Armas Águila, primeira vice-presidenta da entidade.

Yamila, também especialista de segundo grau em Medicina Familiar, acrescenta que a pasta de serviços e produtos exibe várias modalidades fundamentais de negócios em Cuba: serviços médicos assistenciais; formação acadêmica e docente no perfil da saúde; programas para o bem-estar e a qualidade de vida, mais os eventos com temáticas afins.

 

“Temo-nos proposto construir uma empresa socialista, com capital cem por cento cubano, que reúne as modalidades de negócios com as que se possa assinar acordos com o setor da saúde”, afirma a executiva. E explica que a entidade somente tem cinco anos de fundada, mas é conhecida no mundo afora, há mais de 20 anos como Empresa de Serviços Médicos Internacionais, uma organização que ofereceu atendimento a pacientes de fora. Hoje, supera-se o leque dessas prestações com a oferta de maior número de serviços, desenhados segundo os gostos do cliente”.

“Para isso põe à disposição toda a rede de hospitais, equipamento e profissionais cubanos com uma experiência acumulada durante mais de 50 anos nos diversos programas de colaboração médica com governos, organizações e prefeituras, presentes agora em 67 países do mundo, onde trabalham quase 50 mil funcionários e profissionais do setor da saúde de Cuba”.

Yamila de Armas Águila, também professora auxiliar da Universidade das Ciências Médicas de Havana, põe como exemplo que quem solicitar atendimento médico tem a opção de escolher a cidade e a instituição em Cuba, onde deseje ser atendido. “Se uma pessoa aspira a realizar-se uma cirurgia bariátrica pode solicitar o hospital Dr. Gustavo Aldereguia Lima, de Cienfuegos, com o fim de visitar a cidade e descobrir outra forma de turismo. Igualmente, se escolhe visitar o arquipélago do Norte do país ou um polo turístico e requer de um exame médico, pode formular ou pedi-lo em qualquer instalação sanitária do país”.

“Atualmente, a empresa oferece mais de 250 programas de saúde e, segundo as semelhanças apresentadas pelos pacientes, são ajustadas a cada situação pessoal apresentadas pelos doentes. Estes referem que em seus países de origem este setor não conta com recursos disponíveis e devem dedicar um tempo de espera prolongado, para ser alvo de uma cirurgia ou outro tratamento”.

“Oferecemos preços competitivos, considerando a qualidade como nosso selo distintivo”, destaca Yamila de Armas Águila. “Quem determine vir a Cuba, não lhe vai faltar nunca o calor do médico que o vai atender, a mão no ombro, a sensação de que está acompanhado, embora esteja longe de sua família. Nós oferecemos uma medicina de alto nível cálida, humana, tenra e sensível. Não é aplicar medicamentos, mas sim tratar um doente”.

“Como valor agregado à atividade se oferece a consulta inicial nos idiomas básicos como espanhol, inglês, francês e português, além da informação necessária de todas as atividades a desenvolver no programa contratado, o acompanhamento desde sua chegada até a partida, a coordenação de excursões e visitas a lugares escolhidos, entre outras ações que não recargam com mais despesas o pacote elaborado para seu tratamento médico”, explica a funcionária.

Por sua vez, a empresa tem a responsabilidade de oferecer serviços ao visitante de fora que adoecer durante sua estada no país. Para isso conta com consultórios instalados nos hotéis e outros situados nos principais polos turísticos: Varadero, Santa Lucia, Santiago de Cuba, Pinar del Río e Holguín.

A doutora cubana acrescenta: “Muito perto dos turistas e, às vezes imperceptível, encontra-se um pessoal sanitário que responde pela qualidade do atendimento médico e pela vigilância higiênica e epidemiológica das instalações turísticas. Os visitantes dispõem de clínicas internacionais equipadas com os meios de diagnóstico e do sistema integrado de urgências médicas”.

A vice-presidenta da CSMC refere que a modalidade de formação acadêmica é muito demandada ao país porque se atingiu um alto prestígio nos estudos das especialidades médicas, que vinculam a teoria com a pesquisa e com o atendimento dos pacientes, desde o primeiro ano. Os jovens graduados das faculdades de Medicina desenvolvem uma vocação humanista e chegam a dirigir os sistemas de saúde em seus países de origem.

Os serviços acadêmicos oferecem um programa atraente de estudos na formação de técnicos de nível médio em diversos perfis e nas carreiras de Medicina, Odontologia, Licenciatura em Enfermagem e oito tecnologias da Saúde, tanto no pré-grau como na pós-graduação. Neste último se oferece um amplo leque de cursos curtos, treinamentos, residências, diplomados, mestrados e doutoramentos, também a especialização em 50 modalidades clínicas, cirúrgicas, diagnósticas, de saúde pública e biomédicas, nas 13 universidades médicas da Ilha maior das Antilhas.

Conclui a funcionária: “Nossa organização surgiu como uma ideia do comandante-em-chefe Fidel Castro, com o propósito de organizar, coordenar um grupo de modalidades de negócios e converter-nos em uma parte importante da economia. Hoje, ajustamos a estrutura empresarial às mudanças operadas na sociedade, respondendo à atualização do modelo econômico cubano”.

MODOS DE ACESSO

Com ela concorda Iliana Reyes Álvarez, chefa de Vendas e Operações, que define esta área da empresa como a porta de entrada para facilitar e coordenar todo tipo de pedidos, formulados nas diferentes modalidades de serviços prestados pela entidade.

A funcionária precisa que este departamento é composto por um grupo de médicos especialistas de perfil geral, os quais dominam todas as fortalezas dos serviços de que dispõe o sistema de saúde pública. “O paciente não se vai dirigir a uma só instituição, onde poderia obter serviços limitados, mas ao entrar à central de reserva lhe sugerimos utilizar o melhor lugar do país para resolver seu padecimento”, insiste a especialista.

Estes pacientes contarão com a assessoria de médicos com uma formação integral, os quais dominam os principais idiomas do mundo para uma melhor comunicação, além de uma série de instrumentos necessários para atender a um estrangeiro e que saiba se orientar, quem o vai receber no aeroporto, que moeda utilizar, qual é o tipo de câmbio, quais são os canais financeiros. Ou seja, este departamento tem tudo organizado para as transferências, passagens, trâmites migratórios, gestões legais para beneficiar um viajante que queira receber tratamento nesta Ilha caribenha.

“Nossos serviços são concebidos com um caráter comercial, mas não têm um caráter mercantil”, garante Iliana Reyes Álvarez. “Nós procuramos o mais benéfico para a saúde de um doente, sem a luxúria de obter maiores ganhos. Não existe um preço único nem no atendimento médico nem nos serviços acadêmicos. O preço é o bastante acessível aos tratamentos que se façam e se ajusta com o consentimento do doente. Comercializamos programas personalizados, de acordo com os interesses do paciente o do aluno”.

“Quanto às vias financeiras, a empresa se mostra aberta a que os pagamentos sejam pelos mecanismos existentes no mundo, como os cartões de créditos, utilização de efetivo ou cheques, transferências bancárias diretas do cliente à empresa ou entre entidades bancárias. Quando existam obstáculos nesse sentido, recomenda-se utilizar outras formas de pagamento. O depósito realiza-se antes de se iniciarem as operações ou por acordos de pagamento. São subscritas por entidades financistas, associações de pacientes, instituições religiosas ou de outro tipo”.

Iliana Reyes, também especialista, sublinha que entre os programas de maior aceitação se encontram o atendimento neurológico, os transtornos da ortopedia (principalmente as afecções de coluna) e as clínicas cirúrgicas. Assevera: “Nós estamos em condições de assumir qualquer tipo de proceder, tanto de mínimo acesso como uma cirurgia de alta tecnologia de competência internacional”.

Os pacientes vêm acompanhados de seus familiares e para isso se elaboram programas de acompanhantes, viagens, excursões ou de atendimento médico, que incluem exames clínicos, tratamento de cosmetologia, massagens, exercícios e outros. As crianças que precisam de vigilância são atendidas por uma instituição infantil que, além de cuidá-las, estimula sua inteligência com ações pedagógicas.

Outro programa de maior procura é o das adições, porque se conhece dos métodos antidrogas aplicados em Cuba, com resultados muito positivos na reabilitação do doente; portanto se recebem pacientes tanto de fala espanhola como inglesa, os quais realizam uma reabilitação de qualidade contra o consumo de substâncias químicas e tóxicas.

O Centro de Pesquisas do Envelhecimento e Saúde — conhecido também como Centro Ibero-americano da Terceira Idade (Cited) — oferece um programa de qualidade de vida para o adulto da terceira idade. Em seu interior conta com um serviço a pacientes internacionais para avaliar e tratar dos transtornos da memória, do andamento e o equilíbrio, que as causas são diversas e variadas. Ainda, oferece cirurgias estéticas para os idosos.

Maria Josefa Simón Diaz é a chefa desse serviço e garante ao Granma Internacional que os idosos são avaliados por psicólogos, assistentes sociais, especialistas em diferentes áreas da Medicina e fisioterapeutas, os quais realizam ações para tratar do paciente como um tudo e não por doenças, com o propósito de garantir qualidade de vida e durabilidade às pessoas.

“Temos a satisfação que muitos pacientes retornam depois de ter recebido um primeiro tratamento, trazem um familiar ou conhecido, relata Maria Josefa, também especialista em Geriatria e Gerontologia. Geralmente, o paciente vem por duas semanas, como mínimo. Na primeira, fazemos a avaliação e, na segunda, a intervenção. Quando acabam lhes damos um grupo de recomendações e a possibilidade do acompanhamento, em uma comunicação direta por via telefônica ou pelo correio eletrônico. Alguns deles os citamos para três ou seis meses mais tarde, de acordo com a sua patologia. Os pacotes são elaborados de forma personalizada, respondendo à ficha médica”.

Similar critério emite o doutor Mario Lozada Chinea, quem faz cirurgias de reconstrução de pescoço, mama, abdome, coxa, braços e liposucções. O eminente cirurgião estético considera que uma pessoa é jovem atendendo à sua vitalidade e às forças para enfrentar o cotidiano. “Qualquer arranjo em seu corpo que lhe possa ser realizado para manter a estética ou melhorar sua qualidade de vida é muito importante, tanto no homem quanto na mulher”, aponta.

Por essa razão, vários médicos especialistas fazem uma avaliação integral ao paciente, que inclui seus antecedentes patológicos, reações alérgicas, ficha clínica, com o objetivo de chegar a um critério coletivo dos riscos ou benefícios para a cirurgia, sugerindo a melhor opção. É levado ao salão de operações de forma segura e sem ocasionar riscos para a saúde.

Ao determinar o proceder cirúrgico, por mínimo acesso ou não, se recomenda uma hospitalização para a preparação para a cirurgia e a vigilância posterior, diante da possibilidade de uma hemorragia ou complicação infecciosa. Ao ter a alta, orienta-se um grupo de conselhos com a advertência de acudir ao médico diante de qualquer fenômeno adverso e se mantém uma comunicação direta por telefone ou por e-mail.

Todos concordam em assegurar que a empresa Comercializadora de Serviços Médicos Cubanos S.A. pode colaborar no melhoramento dos índices de saúde no mundo, similares aos que hoje desfrutam os cubanos.

 

Anúncios

Publicado em 09/09/2016, em Cuba. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: