Personalidades latino-americanas condenam o golpe no Brasil

Avós da Praça de Maio publicaram foto em que Estela de Carlotto, líder da associação, abraça Dilma, em visita a Buenos Aires

Pelo Twitter, as Avós da Praça de Maio, associação que reúne avós, mães e outros familiares de desaparecidos da ditadura militar argentina, enviaram sua solidariedade a Dilma e ao Brasil. “Nosso abraço a Dilma Rousseff e a todo o povo brasileiro”, diz a mensagem.

O analista político argentino Atilio Boron lançou em seu Twitter a pergunta “Quem matou a democracia no Brasil?”. Em seguida, publicou o link de um artigo onde comenta as possíveis consequências do impeachment para o país.

“Como ensina a experiência deste tipo de crimes em países como Paraguai e Honduras, o que invariavelmente vem logo depois dessas derrocadas é uma selvagem repressão para erradicar da face da terra qualquer tentativa de reconstrução democrática”, diz o texto.

O ativista argentino e Prêmio Nobel da Paz Adolfo Pérez Esquivel afirmou que a democracia “está de luto”.“Querida Dilma Rousseff, a democracia está de luto mas nossa América está na luta contra o golpismo”, escreveu em seu Twitter.

A líder da coalizão peruana de esquerda Frente Ampla, Verónika Mendoza, disse que a destituição de Dilma, “sem provas”, é um “duro golpe contra a democracia”. “O único que deve definir mandatos presidenciais é o povo brasileiro”, afirma a mensagem.

Fonte: Opera Mundi

Anúncios

Publicado em 02/09/2016, em América Latina. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: