Espanha ratifica liderança mundial em transplante de órgãos

Resultado de imagen para transplante de organosMadri, Com 1.851 doadores e 4.769 órgãos transplantados, a Espanha ratificou em 2015, pelo vigésimo quarto ano consecutivo, a liderança mundial nesse importante campo da medicina, divulgou-se hoje.
Segundo o Registro Mundial de Transplante, no ano passado realizaram-se 13 transplante diários neste país europeu: 2.905 renais, 1.162 hepáticos, 299 cardíacos, 294 pulmonares, 97 de pâncreas e 12 intestinais.
Em colaboração com a Organização Mundial da Saúde, a Organização Nacional de Transplante (ONT) gerencia há uma década o Registro Mundial, mencionaram meios jornalísticos.
Além disso, os dados provisórios da ONT, conhecidos nesta terça-feira, refletem no primeiro semestre de 2016 um aumento de doadores de 11 por cento. Os doadores em assistolia (parada cardíaca) crescem 58 por cento e os de morte encefálica 1,5 por cento.

Se continuar com esse ritmo, esta nação ibérica atingiria no final deste ano a quantidade histórica de dois mil voluntários, o que a situaria em 42-43 doadores por milhão de pessoas.

A hegemonia da Espanha no setor mostra que com apenas 0,6 por cento da população mundial, no ano passado foram efetuados neste país 17,6 por cento de todas as doações de órgãos na União Europeia e 6,7 por cento de todas as registradas no mundo.

Também é a nação do planeta com o melhor índice de transplante por milhão de pessoas. Em 2015 atingiu uma taxa de 100,7 doentes transplantados por milhão de pessoas, muito acima da média europeia, com 62,4, e superior à dos Estados Unidos, com 92,7.

Em 2015, o número de órgãos transplantados no mundo subiu para 119.873, 1,65 pontos percentuais a mais comparado ao ano anterior.

Deles, 79.948 foram de rins, 26.151 de fígado, 6.542 de coração, 4.689 de pulmão, 2.328 de pâncreas e 215 de intestino, graças a 27.397 doadores.

A análise das estatísticas demonstra uma alta constante de transplantes a nível global: nos últimos cinco anos aumentaram em 15 por cento, com um ritmo de crescimento anual de três por cento.

No entanto, essas quantidades apenas representam 10 por cento da necessidade mundial de transplante.

Prensa Latina

Anúncios

Publicado em 24/08/2016, em Ciencia, Espanha. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: