Foro de São Paulo homenageará à Ospaaal em seus 50 anos

San Salvador, O XXII Encontro do Foro de São Paulo que terá lugar em El Salvador a partir desta quinta-feira até domingo celebrará os 50 anos da Organização de Solidariedade dos Povos de África, Ásia e América Latina (Ospaaal).

Este organismo internacional fundado em 12 de janeiro de 1966 pela Primeira Conferência Tricontinental de Havana, opõe-se à globalização neoliberal, mas declara ser favorável a uma globalização dos povos.

De acordo com Lourdes Cervantes, secretária geral do organismo, cuja sede está em Havana, Cuba, a Ospaaal entregará no contexto desta comemoração a Ordem da Solidariedade El Medhi Ben Barka ao líder histórico da Frente Farabundo Martí para a Libertação Nacional, Schafick Hándal (1930-2006)

A Ospaaal tem um caráter tricontinental e seu principal órgão de direção e condução de trabalho de solidariedade está integrado por quatro representantes da cada uma das três grandes áreas geográficas do sul: América Latina e Caribe, África e Oriente Médio e Ásia e Oceania.

Uma de suas grandes virtudes é que, no momento de sua fundação, quase todas as organizações que militavam no organismo eram movimentos de libertação nacional que batalhavam em seus respectivos países por conquistar a independência do colonialismo que predominava na década de 1960.

Depois de 50 anos todas mantêm seu compromisso com a solidariedade ainda após ter advindo à independência, de ter conquistado importantes vitórias, e muitas ser governo em seus países, assegurou Cervantes em uma entrevista a Cubahoy.

Destacou a homogeneidade política e ao mesmo tempo a diversidade ideológica de seu secretariado.

Esta é uma qualidade que, ainda que faz difícil o trabalho, ao mesmo tempo tem permitido -sobre a base do máximo compromisso de manter viva a unidade, a solidariedade, as pontes de comunicação e o conhecimento recíproco da verdade- que durante 50 anos tenhamos podido manter o consenso sem que se tenha produzido jamais uma fratura que afete a vida da organização.

Explicou que os une ao Foro de São Paulo uma agenda comum de trabalho pela solidariedade, a unidade, a integração, em defesa da paz, a democracia, os processos progressistas e revolucionários que têm tido lugar no continente ao longo dos últimos 16 anos.

Além disso, a busca e fortalecimento da solidariedade e do internacionalismo entre as forças da esquerda latino-americana e caribenha. O XXII Encontro do Foro de São Paulo terá lugar nesta capital da quinta-feira 23 a domingo 26 com a participação a mais de 70 representantes dos 103 partidos de esquerda que o integram.

Prensa Latina

Anúncios

Publicado em 22/06/2016, em Brasil, Cuba. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: