Em Cuba: Realizados 360 implantes cocleares

O Programa Cubano de Implantes Cocleares surgiu a partir de 2005, por iniciativa do líder da Revolução, Fidel Castro, com o propósito de melhorar a qualidade de vida desses pacientes e que contem com um apoio efetivo para seu desenvolvimento individual e social

Cuba tem realizado 360 implantes cocleares, a maioria em crianças, todos com muito bons resultados e, desse total, 30 pacientes são surdo-cegos, explicou o doutor Antonio Paz Cordovéz, pioneiro na nação antilhana da mencionada cirurgia.

O chefe do serviço de otorrinolaringologia no hospital Her­ma­nos Ameijeiras, em Havana, em exclusiva à ACN rememorou que estas cirurgias começaram na Ilha maior das Antilhas em dezembro de 1997, ainda que previamente se tenha realizado um implante em 1987 de forma isolada.

Embora em 1998 se decidisse operar os primeiros 21 pacientes no hospital Hermanos Amei­jeiras, o Programa Cubano de Implantes Co­cleares surgiu a partir de 2005, por iniciativa do líder da Revolução, Fidel Castro, com o propósito de melhorar a qualidade de vida desses pacientes e que contem com um apoio efetivo para seu desenvolvimento individual e social.

Paz Cordovéz ressaltou que pelos notáveis avanços nessa área e como reconhecimento em nível mundial foi criado em Cuba o Grupo Ibero-americano de Implantes Cocleares.

O também presidente da Sociedade Cu­bana de Otorrinolaringologia esclareceu que tal procedimento está projetado para substituir a função do ouvido interno, ou seja, converter sinais acústicos do meio ambiente em pulsos elétricos que estimulam em forma direta o nervo auditivo.

Tal classe de prótese neurológica sonora permite que crianças com surdez profunda, de origem coclear, desenvolvam linguagem oral e que adultos com surdez pós-lingual recuperem sua audição, precisou.

O especialista significou que os dispositivos utilizados no referido procedimento provem de duas firmas líderes no mundo nessa área e anunciou que já começaram a realizar os implantes cocleares bilaterais  simultâneos naqueles pacientes que cumpram os requisitos.

Esta técnica cirúrgica do primeiro mundo é feita nos dois ouvidos ao mesmo tempo, bem como também precisou o especialista que já iniciou o Programa de Implantes Cocleares para estrangeiros, mediante Serviços Médicos Cubanos, o que contribuirá a estender o desenvolvimento desse ramo na Ilha.

Os avanços de Cuba nesta área, que goza de grande prestígio e que é um dos países com maior quantidade de surdo-cegos im­plantados, serão expostos no 38º Con­gresso Pan-americano de Otorrino­laringo­logia e Ci­rur­gia de Cabeça e Pescoço, que terá lugar de 13 a 16 deste mês na capital. (ACN)

 

Anúncios

Publicado em 13/06/2016, em Ciencia, Cuba. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: