O Centro de Imunologia Molecular (CIM) insere-se na estratégia cubana para desenvolver terapias contra o câncer e outras doenças imunológicas

O Centro de Imunologia Molecular (CIM) insere-se na estratégia cubana para desenvolver terapias contra o câncer e outras doenças imunológicas, alicerçando em métodos biotecnológicos e obtendo medicamentos de alto valor agregado para a saúde da população, o que contribui também para o crescimento das exportações do país.

  O CIM pertence ao Grupo das Indústrias Biotecnológicas e Farmacêuticas, BioCubaFarma e orienta suas pesquisas básicas em criar novos fármacos a partir da cultura das células superiores de mamíferos, e sob o estrito comprimento das boas práticas de produção, acorde com as normas sanitárias exigidas nos padrões internacionais.

Dentre seus produtos de maior impacto se encontram as vacinas terapêuticas CIMAvax-EGF® e VAXIRA® (também conhecidas por Racotumomab) para atacar as neoplasias malignas do pulmão em fases avançadas, atendendo às características específicas do tumor a ser combatido.

O sucesso do tratamento para a doença assenta em uma detecção precoce, mas a agressividade e a dificuldade para descobri-lo desencadeiam uma evolução rápida, com uma esperança de vida média de oito a dez meses. Se bem as quimioterapias e radioterapias contribuem com um arsenal para reduzir a carga tumoral e prolongar a supervivência do paciente seu impacto se consegue a custa de importantes reações adversas, daí a importância de achar terapias biológicas ou imunoterapias para prolongar a vida nos indivíduos.

Estas sustâncias terapêuticas imunológicas cubanas pretendem melhorar a resposta defensiva do sistema imunológico do organismo humano perante o aparecimento de qualquer tumor maligno, com a finalidade de bloquear seu crescimento e desenvolvimento e, inclusive; reduzir o volume da massa, com o objetivo de torná-lo um padecimento crônico controlável e compatível com uma qualidade de vida aceitável. A mínima toxicidade destes medicamentos permitiu colocá-los nos consultórios médicos, nas comunidades cubanas, para seu uso geral.

Estes dois fármacos receberam sua certificação para a comercialização por parte da Entidade para o Controle Estatal de Medicamentos, Equipamentos e Dispositivos Médicos (Cecmed) de Cuba. Em outros territórios se desenvolvem ações para atingir a condição de “produto registrado” pelas agências sanitárias correspondentes, a partir dos resultados clínicos bem sucedidos obtidos com a vacina na Ilha toda.

Particularmente, o CIMAvax-EGF® está registrado no Peru, Paraguai e Colômbia.

O semanário Granma Internacional dialogou com a Mestre em Ciências, Gryssell Rodríguez Martínez, a qual assegurou que estes produtos foram criados para beneficiar a totalidade (100%) dos pacientes que precisarem, por isso é possível obtê-los através das instituições médicas nacionais. Paralelamente, se requer identificar empresas estrangeiras interessadas em estabelecer parcerias com empresas do setor biofarmacéutico. Essas entidades estrangeiras devem contribuir para o ciclo de desenvolvimento dos produtos e a expansão do mercado.

A cientista acrescenta: “As parcerias variam de acordo à particularidade do produto. Será um processo longo e com desafios importantes, mas esperamos que os pacientes possam ter acesso aos nossos medicamentos, como outra alternativa terapêutica para o tratamento do câncer de pulmão, que se encontra entre as primeiras causas de morte em Cuba e no mundo”.

Para comprir seu objeto social o CIM conta com mais de 1.100 trabalhadores, altamente qualificados, composto por mais de 40 doutores e 150 Másteres em Ciências, os quais geraram 45 investimentos, apresentaram 729 patentes no exterior (335 concedidas) e mais de 500 artigos publicados nem revistas de prestigio reconhecido.

Isto se traduz em 21 produtos, deles seis registrados e o resto em diferentes períodos de desenvolvimento e que beneficiaram 92 mil pacientes cubanos, em duas décadas de existência. Os testes clínicos para avaliar as pesquisas envolvem mais de 55 hospitais das 15 províncias cubanas, inúmeras policlínicas e 1,5 mil profissionais da saúde.

Além do mais, o CIM mantém três empresas mistas na China, Argentina e Cingapura e transferiu tecnologia ao Brasil, Índia, China e Tailândia, Sua agência de comercialização Cimab S.A, realiza atividades em todos os continentes, tendo contratos vigentes com mais de 45 empresas que atingem 100 países e operações de exportação em 30 nações.

Inaugurado pelo comandante-em-chefe Fidel Castro em 5 de dezembro de 1994, o Centro de Imunologia Molecular mantém altas capacidades produtivas, com equipamento moderno e tecnologia avançada. Suas áreas são inspecionadas anualmente por diferentes organismos internacionais, para certificar o controle da qualidade na elaboração de suas produções.

Rodríguez Martínez significou que constantemente se recebem pedidos pessoais para aceder aos tratamentos com os novos medicamentos e para isso se deve contatar com a empresa de serviços médicos de Cuba através do site www.smcsalud.cu, ou pelos correios: smc@smcsalud.cu e atpacientes@smcsalud.cu, porque a administração das vacinas deve ser prescrita por um facultativo, atendendo ao tipo de doença.

Em suas palavras finais a cientista afirmou: “Cuba se tornou pioneira nas pesquisas encaminhadas a atacar o câncer, tem um alto nível científico, somos referentes e contamos com uma indústria biotecnologia que, apesar das limitações de um país subdesenvolvido, certamente responde às necessidades do momento”.

Anúncios

Publicado em 06/06/2016, em Ciencia, Cuba. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: