Presidente da Bielorrússia reitera vontade de cooperação com Cuba

Photo: Prensa Latina

MINSK.— O presidente Alexandr Lukashenko afirmou que Bielorrússia deseja incrementar a colaboração com Cuba na agricultura e outros ramos econômicos em um encontro com o primeiro vice-presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros de Cuba, Miguel Díaz-Canel.

Durante a conversa de quase uma hora no Palácio da Independência, o presidente bielorrusso sublinhou que a modernização da economia cubana abre boas perspectivas para este tipo de cooperação.

“Temos alicerçado uma ampla base jurídica com acordos estatais que facilitam o auge seguro dessa cooperação”, disse Lukashenko.

O chefe de Estado reiterou no diálogo o convite para que o presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros de Cuba, Raúl Castro, visite essa nação centro-europeia.

Gostaria, ainda, de expressar meus desejos de sólida saúde ao meu amigo, o comandante Fidel Castro, com quem espero conversar sobre importantes temas internacionais quando volte a viajar a Cuba”, disse o presidente a seu hóspede.

Díaz-Canel, por sua parte, transmitiu uma saudação do presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros, Raúl Castro.

Expressou a vontade de consolidar a relação bilateral, cujo estado qualificou de excelente, baseada nos profundos laços de amizade entre ambos os povos.

A visita, explicou, persegue dar continuidade de maneira conjunta aos nexos entre Havana e Minsk e aprofundá-los em todas as tarefas de interesse comum.

Reiterou a convicção de Cuba acerca da importância de manter o diálogo político ao mais alto nível e reforçar os nexos econômicos e comerciais, particularmente na esfera biotecnológica, bem como na promoção das exportações de bens e serviços da Ilha para essa nação.

Destacou que Cuba e Bielorrúsia partilham pontos de vista sobre importantes temas da agenda internacional, o qual favorece o desenvolvimento de uma frutífera cooperação neste âmbito.

Reconhecemos a Bielorrúsia por sua firme política de princípios frente às sanções ocidentais, que levaram ao levantamento parcial desse tipo de retaliações por parte da União Europeia, enfatizou o primeiro vice-presidente cubano.

Díaz-Canel reafirmou que Cuba continuará apoiando a Bielorrússia perante qualquer tentativa de sanções ou de isolá-la, tal como as pretensões de acusá-la no Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas.

O primeiro vice-presidente cubano agradeceu o apoio permanente da Bielorrusia na Assambleia Geral da ONU a favor da resolução cubana contra o bloqueio econômico, comercial e financeiro.

Igualmente, pôs em destaque os esforços do governo bielorrusso e, particularmente, sua contribuição à paz na região mediante a busca de uma solução negociada e pacífica do conflito no leste da Ucrânia.

O dirigente visitante reafirmou o rechaço de Cuba à intenção de estender a presença da OTAN para o leste, que só ameaça a estabilidade regional e global. (PL)

 

Anúncios

Publicado em 25/05/2016, em Cuba. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: