Aplausos

Ontem, eu estava lendo um tweet, não me lembro de quem: alguém perguntou como faz uma Ilha pequena e bloqueada para ter um dos melhores sistemas de saúde e salvar vidas em todo o mundo. A pergunta é fácil de responder: é graças a Fidel, o grande criador do sistema de saúde cubano.

Minha filha Tania está na linha de frente contra a Covid-19 hoje. Faz parte dessa infantaria que não se entrincheirou, mas sai para descobri-la antes que se espalhe. Agora, na linha da frente, ela foi de casa em casa para detectar sintomas e pessoas em risco. Claro que estou muito preocupado e dei-lhe mais conselhos do que realmente úteis; mas eu sei que é necessário, e é por isso que luto contra essa parte do amor que empurra para o egoísmo.

Ontem, eu estava lendo um tweet, não me lembro de quem: alguém perguntou como faz uma Ilha pequena e bloqueada para ter um dos melhores sistemas de saúde e salvar vidas em todo o mundo.

Leia o resto deste post

Declaração dos Partidos Comunistas da América do Sul perante a Covid-19

Uma declaração conjunta, assinada pelos partidos comunistas da América do Sul, destaca o papel decisivo dos trabalhadores cubanos da saúde no enfrentamento da pandemia que está devastando o mundo.

Uma declaração conjunta, assinada pelos partidos comunistas da América do Sul, destaca o papel decisivo dos trabalhadores cubanos da saúde no enfrentamento da pandemia que está devastando o mundo.

Estas organizações políticas saudaram a realização da Teleconferência de ministros da Saúde e ministérios das Relações Exteriores, convocada pela presidência pro-tempore mexicana da Celac, um espaço que elas consideram «o único onde todos os países de Nossa América podem se encontrar com a presença inestimável de Cuba», que eles descreveram como «vanguarda mundial em inovação médica e bioquímica e em ética humanística». Além disso, participaram a Organização Pan-Americana da Saúde e uma delegação de alto nível da República Popular da China.

Leia o resto deste post

Interferón Alfa 2B, el antiviral cubano solicitado por 15 países para combatir al coronavirus

Foi utilizado em pacientes chineses e já demonstrou bons resultados, melhorando o sistema imunológico.

O antiviral de origem cubana Interferon Alfa 2B é usado na China para tratar pacientes com covid-19 e, embora não seja uma vacina ou cura contra a doença causada pelo novo coronavírus, está apresentando bons resultados e já existem 15 países que solicitaram seu tratamento. aquisição.

O Dr. Santiago Dueñas Carrera, vice-gerente geral da empresa cubana-chinesa Changheber, esclarece que “ele foi usado principalmente pelos médicos para aumentar seu sistema imunológico e lidar com essa situação”. Assim, essa empresa já forneceu mais de 200.000 doses, que também são aplicadas aos pacientes, juntamente com outros retrovirais.

No entanto, o interferon já era conhecido no ‘Gigante Asiático’: foi usado em mais de 20 regiões e estima-se que cerca de 100.000 cidadãos tenham se beneficiado do tratamento de várias doenças, principalmente as hepatites B e C.

Leia o resto deste post

Mais de 45 países solicitam interferon contra COVID-19

Levando em conta suas propriedades antivirais comprovadas, as diferentes variantes de interferons desenvolvidas no mundo continuam aparecendo na lista dos medicamentos mais utilizados nos protocolos de muitos países para enfrentar a pandemia global do COVID-19.

Centro de Ingeniería genética y Biotecnología. Producción del Interferón Cubano.

No caso particular do interferon humano recombinante alfa 2b, criado por cientistas do Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia (CIGB) na segunda metade da década de 1980 do século passado, até quinta-feira, eles foram recebidos nessa instituição, pertencente ao grupo empresarial A BioCubaFarma solicita de mais de 45 países de várias áreas geográficas do planeta que o incorporem em seus arsenais terapêuticos contra a doença perigosa, dados os resultados favoráveis ​​de seu uso observados na China, Cuba e outras nações.

Leia o resto deste post

Médicos e não bombas

Nosso país não joga bombas contra outros povos, nem manda milhares de aviões a bombardear cidades; nosso país não possui armas nucleares, nem armas químicas, nem armas biológicas. Os milhares de cientistas e médicos com que conta nosso país foram educados na ideia de salvar vidas. Estaria em absoluta contradição com sua concepção pôr um cientista ou um médico a produzir substâncias, bactérias ou vírus capazes de produzir a morte a outros seres humanos

Leia o resto deste post

Lula: O povo de Cuba agiganta-se perante o mundo

Peço-lhe, caro companheiro Díaz-Canel, que transmita aos cubanos e cubanas, especialmente aos cientistas e profissionais que estão nesta dura luta pela vida em todo o mundo, o reconhecimento, a admiração e a gratidão do povo brasileiro. Estaremos juntos, sempre, até a vitória

São Bernardo do Campo, SP Brasil

23 de março de 2020

Caro Miguel Díaz-Canel,

Presidente da República de Cuba

Estou escrevendo para falar sobre a emoção que senti quando vi a imagem dos médicos cubanos chegando na Itália, para ajudar as vítimas da pandemia de coronavírus naquele país.

Mais uma vez, o governo e o povo de Cuba dão ao mundo um exemplo de solidariedade, superando todas as barreiras, sejam de natureza econômica, geográfica ou política.

Leia o resto deste post

#CubaSalva: Prática humanística da Revolução

Em meio da ameaça do novo coronavírus, a decisão de nosso governo foi manter a colaboração médica e, naqueles países onde existem internacionalistas cubanos, torná-los um bastião avançado para enfrentar a pandemia e contribuir com os planos de medidas ditados por seus governos

Atualmente, a #CubaSalva se tornou uma marca popular nas redes sociais e é usada até em gírias populares, além da Internet, para se referir à posição da nossa Ilha em meio à complexa situação do mundo, em face da explosão da pandemia de Covid-19.

Este não é o resultado do acaso, mas a mais palpável das verdades, uma vez que mais de 400.000 filhos desta terra enviaram uma mensagem de esperança ao mundo, através da nobre tarefa de salvar vidas. Durante 56 anos, 164 nações podem testemunhar o que tem sido um feito de solidariedade, considerando que é uma Ilha que luta constantemente contra a asfixia econômica de um bloqueio arbitrário e genocida.

Leia o resto deste post

MINREX: Cuba receberá e prestará assistência a viajantes com coronavírus do navio de cruzeiros britânico MS Braemar

Em 13 de março, o governo do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte solicitou às autoridades cubanas a permissão de atracação em um porto cubano do navio de cruzeiro MS Braemar, da linha Fred Olsen, com um pequeno número de viajantes afetados pelo novo coronavírus (SARS CoV 2 / Covid-19) e seu repatriamento por via aérea.

Dada a urgência da situação e os riscos para a vida das pessoas doentes, o governo cubano decidiu permitir a atracação deste navio e adotará as medidas sanitárias estabelecidas para receber todos os cidadãos a bordo, de acordo com os protocolos estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e Ministério da Saúde Pública de Cuba.

Leia o resto deste post

Cuba sem Covid-19 e com um plano eficaz para enfrentá-lo

Até agora, 30 viajantes foram internados para estudo e, depois de realizar sete novas análises especificamente para o Covid-19, que, como as oito anteriores, foram negativas, o país continua sem a doença, disse o ministro da Saúde, José Ángel Portal Miranda.

A eficácia das medidas adotadas por Cuba para a prevenção e controle do Covid-19 foi reconhecida na terça-feira, 10 de março, em uma reunião com as mais altas autoridades de todas as províncias do país e o município especial Isla de la Juventud, dirigida pelo presidente da República, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, o primeiro-ministro Manuel Marrero Cruz e o vice-presidente Salvador Valdés Mesa.

Segundo o ministro da Saúde Pública, José Ángel Portal Miranda, a Ilha continua sem casos confirmados do novo coronavírus que já afetou 104 nações. Até o momento, apontou o titular da Saúde, 30 viajantes foram admitidos para estudo e depois de lhes realizar sete novas análises especificamente para o Covid-19, que, como as oito anteriores, foram negativas, o país permanece sem a doença.

Leia o resto deste post

Cuba não esquece um dos traços mais tristes do terrorismo de Estado

A explosão no vapor francês La Coubre, no porto de Havana, foi o maior ataque do século 20, perpetrado pela Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos, que deixou mais de cem pessoas mortas e 400 feridas

Na manhã de 4 de março de 1960. O vapor francês La Coubre navega na baía de Havana, tendo saído dias antes do porto de Antuérpia, na Bélgica, carregado de armamento e munição para a defesa da nascente Revolução. Uma imagem da época imortaliza o momento da chegada à doca. Parece imenso e imponente, como se as mais de 4.000 toneladas de sua estrutura levitassem sobre as águas.

Ninguém imaginava que trazia duas bombas ativadas entre as armas e munições que a Ilha havia comprado da Bélgica. Elas explodiram algumas horas depois que a imagem de sua chegada, publicada no jornal Revolución, foi tirada com uma história que ninguém gostaria de contar: Cuba viveria o maior ataque do século XX, perpetrado pela Agência Central de Inteligência (CIA) dos Estados Unidos, que deixou mais de cem pessoas mortas e 400 feridas.

Leia o resto deste post

%d blogueiros gostam disto: